Existem acessórios que nos facilitam a vida, principalmente em viagem. Um deles, e que não dispenso, é a minha freewheel.

A última vez que não a levei, saiu-me caro. Foi a última e a primeira. Tinha acabado de a comprar e achei que ia ser mais uma coisa que tinha que carregar. Era uma viagem a Londres, de poucos dias e pensei que Londres não seria um problema. Enganei-me, fez muita falta! Ao atravessar uma rua, a roda da frente encaixou em duas pedras mal colocadas e … e fui projectada para a frente. Resultado: fémur partido e 3 anos de operações com graves problemas de saúde.

É necessária para todos os destinos! Não há destinos livres de obstáculos e é melhor depender do mínimo de ajudas e não correr riscos.

A freewheel adapta-se a quase todas as cadeiras pois encaixa no apoio dos pés da cadeira e levanta as rodas pequenas, da frente, fincando assente nas duas de trás e na freewheel. Faz com que se consiga andar por piso irregular, com estabilidade, sem que haja problema. Ajuda, também, a passar alguns degraus e buracos com segurança.

Fica um verdadeiro todo-o-terreno!!

levar a freewheel no avião não tem qualquer problema porque como faz parte da cadeira, não acarreta qualquer custo adicional.

No Check-in há que informar, colocar etiqueta e despachar como bagagem de tamanho especial. Não podem ser cobrados quaisquer custos extra, pois faz parte da cadeira.

Para mais informações consultar o site da GoFreewheel.

JustGo!!

Author

Write A Comment

error: Content is protected !!