Para quem tem mobilidade reduzida, a escolha de um hotel acessível é uma tarefa fundamental para o sucesso da viagem. Além da necessidade do quarto adaptado, existem mais algumas condicionantes que devem ser tidas em consideração tais como a localização, que deve ser numa zona com acesso ao metro ou, no caso de irmos de carro, com facilidade de estacionamento.

Existem duas formas de reservar hotel: ou através de sites de reservas online, como o Booking.com, ou directamente no site do hotel. A melhor, para mim, é a que oferece o melhor preço, claro!

Para começar, costumo usar um site de reservas online e faço pesquisa sobre o destino que pretendo porque é mais fácil visualizar os quartos, as condições e a localização dos hotéis, conseguindo, assim, ter uma ideia de preços, qualidade e localização. No entanto, é praticamente impossível a visualização de fotografias dos quartos adaptados já que os hotéis, raramente, as disponibilizam.

Em relação às acessibilidades do hotel podemos, sempre, fazer filtro por comodidades para mobilidade reduzida, e convém mesmo fazer, mas, atenção!, que isso não nos vai garantir nada. Se estivermos dispostos a gastar mais, podemos, sempre, escolher hotéis de categoria superior em que a garantia da existência de quartos adaptados é praticamente certa.

Nos sites dos hotéis raramente se encontra informação sobre a existência de quartos adaptados o que não quer dizer que não haja.

Muitas vezes, os quartos adaptados são de tipologias superiores e, por isso, mais caros. Quando faço a reserva, escolho, normalmente, a standard e, depois, o hotel irá propor a alteração para outra mais adequada à situação, sendo que, por vezes, cobram a diferença e outras vezes, alteram sem qualquer encargo adicional.

Depois da reserva há, sempre, a necessidade de garantir, junto do hotel, a existência e a disponibilidade do quarto adaptado pois pode acontecer que já estejam todos ocupados e, nesse caso, há que procurar outra hipótese.

Se pretende usufruir de outros serviços do hotel há que verificar, também, o acesso aos mesmos. Ir à piscina, ao SPA ou até mesmo ao restaurante pode não ser tão simples assim. Há que tentar encontrar informação no site do hotel ou então perguntar.

Resumindo:

  • Seleccionar a zona onde queremos ficar;
  • Escolher o hotel e tentar perceber se tem quartos adaptados;
  • No caso de fazer a reserva em sites de reservas online seleccionar a tipologia que se pretende mas com opção de cancelamento gratuito;
  • De seguida, enviar pedido de confirmação, por mail ou mesmo telefonar para o hotel, para garantir disponibilidade do quarto adaptado para aquela reserva. Ultimamente, já respondem quase sempre ao e-mail. No caso de se optar por site de reservas online, existe, normalmente, um campo para pedidos especiais onde podemos identificar a nossa necessidade e eles irão responder!
  • Se necessário, pedir informação ao hotel sobre as adaptações ou pedir que enviem fotografias do quarto/wc.

Quando entrar no quarto, garanto que a primeira coisa que vai inspeccionar é a casa de banho. Não se assuste, porque, se não houver algum acessório para o duche ou banheira, há que pedir à recepção e eles resolvem, normalmente, o problema.

Começam a aparecer alguns sites e aplicações dedicados a esta temática com informação detalhada sobre as acessibilidades dos alojamentos. Em Portugal, como já divulguei, existe agora a Plataforma TUR4all com informação, muito completa, sobre acessibilidade de recursos turísticos em Portugal e Espanha. Uma ferramenta muito boa, como auxilio, para quem procura alojamento na zona Ibérica.

JustGo!!

Author

3 Comments

  1. Muitos parabéns pelo teu trabalho aqui no JustGo (fiquei contente por te ver entre os finalistas da momondo – vemo-nos na cerimónia em Lisboa). Beijinhos e até breve.

  2. Sofia Reply

    Filipe, muito obrigada!! E muitos parabéns, também, pela nomeação do teu excelente blog. Até à final, beijinhos

  3. Pingback: Programar uma Road Trip Acessível | JustGo

Write A Comment