Enoturismo e arte acessível a todos, no Alentejo? Claro que sim!

E que tal uma tarde num paraíso aqui bem perto?

Se eu vos falar na Vidigueira o que vos vem logo à cabeça é, certamente, lindas planícies, bom vinho e, claro, boa gastronomia já que estamos no Alentejo. Pois agora acrescentem arte, modernidade e bom gosto e vão dar à Quinta do Quetzal.

O casal De Bruin juntou tudo isto em Vila de Frades e, como presente de casamento para a filha, criou um espaço que proporciona momentos de grande descontracção e tranquilidade num local de sonho. Os De Bruin são holandeses mas há mais de quarenta anos que Portugal é o seu destino de paixão.

A partir da vinha já existente e aproveitando as condições ideais na zona, iniciaram a produção de vinho e avançaram para o negócio do enoturismo, um dos grandes prazeres do casal.

Enoturismo_Acessível_Alentejo

Mas é a arte que diferencia este enoturismo de todos os outros.

A colecção de arte contemporânea da família De Bruin, que se pode encontrar em alguns dos mais importantes museus de todo o mundo, deu origem a um centro de arte onde nunca o imaginaríamos.

Colocar o Alentejo no circuito de arte internacional é um objectivo ambicioso, diria eu! Esta ousadia está espelhada em toda a propriedade tanto na arquitectura, como no ambiente e até nas pessoas. Aqui, a simpatia é ponto fixo, fazendo-nos sentir em casa!

A Quetzal, que dá nome à quinta, só a vai encontrar no painel de azulejos da parede do restaurante, já que é uma ave típica da América Central que não se vê por estas bandas. Talvez este seja o único apontamento que não se enquadra na zona, tendo sido escolhido por simbolizar a liberdade, já que é uma ave que morre em cativeiro. Tudo o resto é produzido e faz parte das tradições locais.

A Quinta do Quetzal

Ao chegarmos, quase que não damos pelo edifício do restaurante e centro de arte disfarçado na magnífica paisagem das encostas desta região do Alentejo. Foi esse o objectivo do arquitecto Filipe Nogueira Alves ao revestir as paredes de xisto, característico da região, e criar um telhado de relva. Toda a envolvente pode ser apreciada a partir da varanda do restaurante e garanto-vos que a única coisa que observamos é paz e tranquilidade.

Quinta do Quetzal conta com uma moderna adega inspirada na mais antiga adega romana do sudoeste da Península Ibérica, de S. Cucufate, que fica nas imediações, preservando as técnicas aí, outrora, usadas na produção do vinho.

Ao lado da quinta conseguimos, ainda, ver as ruínas da capela erguida no sec. XVII em honra de Nossa Senhora de Guadalupe, que deu nome a uma das gamas de vinhos aí produzidos.

Enoturismo no Alentejo

A produção de vinho começa no telhado onde são introduzidas as uvas na adega e, respeitando a antiga tradição alentejana e romana, por acção natural da gravidade, são transformadas em vinho, repousando, de seguida, nas caves que se localizam no subsolo aproveitando aí uma temperatura ideal. A particularidade é que o fazem ao som de música e, talvez, seja o segredo para o sucesso. Quem sabe?!

 

Sou sincera e digo-vos que não percebo muito de vinho, pelo que não poderei apresentar uma crítica bem fundamentada a não ser dar a minha opinião e dizer-vos que gostei do que bebi.

Adoro ouvir quem sabe do que fala e, principalmente, quem fala com amor. Foi delicioso ouvir a apresentação que o sommelier Pedro Bonito nos fez dos vinhos enquadrando, sempre, tudo no seu Alentejo!

Começámos pelo branco, Guadalupe Winemaker’s Selection de 2017, um vinho produzido com a casta Antão Vaz, típica da zona da Vidigueira,  com aromas bem definidos de frutas tropicais que se misturam com a madeira onde fermentaram. Para acompanhar o prato principal, um tinto Quetzal Reserva de 2015, casta Syrah, Alicant Bouschet e Trincadeira, com estágio em barricas de carvalho francês.

Rui Reguinga e José Portela são os enólogos responsáveis pela produção dos vinhos da quinta.

O Restaurante Quetzal

O restaurante, premiado o melhor restaurante do Alentejo 2018 pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo, por mim, recebia já outro prémio!

A cozinha tradicional alentejana, da responsabilidade do Chef residente João Mourato, tem um toque de modernidade e é confeccionada com produtos locais, alguns produzidos na própria quinta. Foi, sem dúvida, uma das melhores refeições dos últimos tempos.

Não sei se vos fale dos Pastéis de Espinafres e Queijo de Serpa, se dos Peixinhos da Horta ou dos Raviolis de Caça e Cogumelos … cada uma das entradas era melhor do que a outra mas, sinceramente, se lá voltasse e e só pudesse pedir uma delas, sem dúvida não iria resistir a estes últimos, uma delícia! Continuámos com um soberbo Carré de Borrego e finalizámos com um pijama de doces tradicionais alentejanos que, confesso, já não consegui provar todos.Enoturismo_Acessível_Alentejo

Centro de Arte no Alentejo

O Centro de Arte fica na cave do edifício num espaço dinâmico, muito agradável, que se transforma à medida do necessário.

A exposição é temporária e todos os anos é substituída por uma nova, sempre com peças da colecção do casal, e com a participação de outros artistas, normalmente portugueses, sob a curadoria da filha Aveline de Bruin.

Mas uma visita à Quinta do Quetzal não se esgota na refeição, nem nas provas de vinhos ou na exposição de arte, pois são várias as actividades à escolha de quem a visita como piqueniques na vinha, passeios a cavalo ou workshops de culinária, entre outros.

Com uma vista deslumbrante para a vinha, o vinho a subir-nos a temperatura, a conversa a puxar conversa, a comida do outro mundo e a simpatia de António Moreira, que gere o espaço, a tarde só podia resultar num momento muito bem passado em que tudo era perfeito.

Até o céu matizado de rosa, branco e azul nos brindou à despedida…

Acessibilidades

O melhor de tudo isto é que todos os espaços são acessíveis quer por rampas, quer por elevadores, contando ainda com casa de banho adaptada. Pode, assim, visitar-se tanto o edifício do restaurante e centro de arte como a adega! O terreno é bastante inclinado pelo que andar no exterior se torna um pouco mais complicado.

A disponibilidade para me receberem, ao questionar sobre a acessibilidade da quinta, foi imediata e o convite para almoçar muito bem vindo!

JustGo!!


A Quinta do Quetzal fica na Estrada das Sesmarias, Vidigueira

Site: https://www.quintadoquetzal.com/

Author

Write A Comment

error: Content is protected !!