¡Me encanta Madrid!

As ganas de volver estão a começar a apertar!!!

Desde que iniciei o justGo que o artigo sobre Madrid me persegue. Sempre pensei que seria um dos primeiros…mas, cada vez que começo, há sempre qualquer coisa que me trava e acho que não consigo transmitir o que sinto quando lá estou.

Madrid talvez seja a minha cidade de eleição, por vários motivos: porque Espanha me encanta! Porque há tapas, muitas e variadas tapas! Porque considero que Madrid é uma das cidades mais avançadas em termos de acessibilidades e, talvez, também de mentalidades e por muitas outras razões.

Apesar de não estar livre de obstáculos, pois é uma cidade antiga, consegue andar-se a maior parte do tempo sem ajuda. E depois, há sempre um El Corte Inglês por perto, com uma casa de banho adaptada, normalmente fechada à chave e, por isso, limpa!

Setembro é fabuloso para uns dias em Madrid.  Ainda faz calor, sem ser demasiado, e as noites estão amenas, o que, para mim, é maravilhoso. Os madrilenos já regressaram de férias o que faz com que não seja uma cidade só de turistas, como acontece em Agosto.

Quando se vai mais do que uma vez a uma cidade faz com que a vamos viver e não visitar. Viver Madrid é andar pelas ruas e explorar a cidade mais escondida. É ir de tapas aos bares perdidos nas zonas menos conhecidas. É descobrir restaurantes típicos que só os que lá vivem conhecem. É andar de carro pelas ruas movimentadas, mesmo que seja em hora de ponta e apreciar a arquitectura dos prédios que desenham as grandes avenidas.

Claro que não podemos deixar de aproveitar para fazer umas compras na imensidão de lojas espalhadas pelos bairros mais conhecidos da cidade e ver a exposição patente, no momento, no Thyssen-Bornemisza, um dos meus museus preferidos, para, depois tomar um copo, ao final da tarde, na Plaza Sta. Ana.

Podem, sempre, marcar o ponto nos antigos mercados, agora renovados, seja o de San Miguel ou San Antón, cheios de produtos que apetece provar e comprar. É pena a imensidão de turistas que os torna quase impossíveis de visitar, principalmente para quem se desloca em cadeira de rodas, apesar de terem todas as acessibilidades garantidas. Já o Platea Madrid recomendo que não percam! Trata-se de um teatro transformado num enorme espaço de gastronomia, cheio de glamour, em que, a qualquer momento, há um espectáculo a começar.

Não é possível falar de Madrid sem pensar na gastronomia. Existem restaurantes fabulosos, que é melhor levar já escolhidos e reservados, principalmente se forem os famosos Asadores onde se come muito, muito bem.

Ah, como eu gosto de Madrid, uma cidade cheia de carga e de garra!

Apesar de ter sido em Madrid que vivi durante um mês nos cuidados intensivos de um hospital a lutar, ou a lutarem, pela minha vida é, sempre com prazer e entusiasmo, que regresso a esta cidade.

Acho que está a chegar a altura de lá voltar, o que acontece mais ou menos de dois em dois anos.

Já fiquei mais do que uma vez nos Ilunion Hotels, uma excelente opção.

JustGo!!

Links úteis:

Consultar o site Madrid acessivel

Author

Write A Comment

error: Content is protected !!